Abra Meu Sorriso
Marcelino Pereira Neto


No pôr do sol ausente,
sinto um calor atraente.
Transmutado na dança das estrelas!
Como o horizonte oculto aos olhos;
me ponho a esperar algo diferente:
o eu na gente,
sossegado nos braços de uma flor!...

Me sinto estranho,
qual banho de chuva:
nas curvas de seu contorno.
E em torno de nós,
abre um novo sol;
que se põe quando os lábios se tocam,
retocando os sorrisos:
unidos ao beijo;
complementando uma só cena:
ao ocaso num caso uno e duno:
numa ardente aura de amor!...

Conheça outros poemas do Autor:
Marcelino Pão e Vinho

Respeite os Direitos Autorais
Mantenha sempre a Autoria.