ALMA IRMÃ
Machado de Carlos

Navegava na tempestade fria;
Procurava quem me ensinasse o Sol.
— Oh!  – Como eu era triste! Como sofria!...
Acolheste-me no teu amor maior.

Na tua meiguice vi o claro do dia;
Tudo se floresceu ao derredor!
Passei a viver horas de fantasias;
Hoje a minha vida tem mais cor...

No meu jardim cultivo uma rosa;
Ouço tua música!... Minh’alma cora!...
Tuas letras d’ouro... já sei de cor!

Peço a Deus, nunca esquecer teu perfume,
Com ele pude encontrar o lume,
Que me levará, um dia, ao teu esplendor!...

 

 

 

Romantic Home/Web designer Ana Amélia Donádio
Página reeditada em 30/04/2004
®DireitosAutoraisReservados©