Campo Minado
Silvia Schmidt


É tão maluco o meu amor por ti,
Que está meu corpo já um campo minado!
Tão diferente estou do que vivi
Em outros tempos, lá num frio passado.

A minha cama é terra de desejo
Onde tu plantas sempre mais e mais.
Em cada poro guardo um longo beijo
E a cada beijo deixas mais sinais.



Quando te vejo assim alucinado,
Só vem-me a gana do que me aprouver
E quero por-te em febre e desvairado!

Só nos teus braços é que sou Mulher!
Já nem questiono mais se isto é pecado.
Deita-te aqui ... Seja o que Deus quiser!



Silvia Schmidt
*Humancat*
No Livro "Poesia, Melhor Não Ler"
- direitos autorais reservados -
©2000


 



Romantic Home/ Web designer Ana Amélia Donádio
Página editada em 30/06/2003.
®DireitosAutoraisReservados©

Gráfico Lady Utopia