CARÊNCIA
Margareth Pelicano


Cheguei a tal ponto de carência
Que a lembrança de sua ausência
Já é a sua presença!

Conformada com a "mancada"
De um amor, do qual não posso esperar nada
Aguardo a oportunidade do desempate:
Ou você fica comigo ou parte!

De vez, para sempre, para nunca mais !
Ao invés de estimular sensações,
sentimentos e situações,
que nunca irão se concretizar
e confundem minhas emoções!

Tenha a dignidade do desempate:
Capte a minha energia letal
Leve tudo com você
Para uma nova conquista
Plante em terreno árido
Todo esse carnaval!

Vá dar esperança,
a quem se cansa
e pode lhe deixar de herança
confetes, serpentinas, samba, e cores
Fantasias, um mundo irreal !

Isso é o que você merece
Essa é minha praga e minha prece
Minha vingança final!


 

 

 


Romantic Home/ Web designer Ana Amélia Donádio
Página editada em 30/06/2003.
®DireitosAutoraisReservados©




Gráfico Sets Marta