Apaixonada
Cleide Canton


Viu que o vaso quebrou...
Não ligou.



Bateu o joelho
na beirada da cama
e nem reclama.



Dormiu com o chuveiro ligado.
Conta alta, que pecado!



Meteu o óculos na geladeira.
Que besteira!



Voltou três vezes
e não se lembrou das chaves do carro.
Aqui eu esbarro!



Colocou na boca o fósforo
no lugar do cigarro.
Nessa eu me amarro!



Vestiu a blusa no avesso.
Eu mereço.



Café com sal,
pega mal.



Queimou o pano de prato.
Que barato!



Mandou apagar a porta e fechar a luz.
Esta até me seduz.



Escorregou da cadeira.
Brincadeira!



Botou creme de rosto
na escova de dente.
Isso foi só um repente.



Molhou a cama
no frio da madrugada.
Boa piada.



Entrou em festa errada
Essa foi mancada!



Pelo menos alguma vez
você fez algo disso tudo, 
não fez?



Desligada?
Não, não!
Apenas apaixonada.


Visite o site da Autora:
Página Poetica de Cleide Canton

"Respeite os direitos autorais"

 

Copie o código para colar no scrap do Orkut
 

         

Romantic Home / Web designer Ana Amélia Donádio
®DireitosAutoraisReservados©