CHEIRO DE PAIXÃO
LigiaTomarchio


Descrevo em teu rosto
seco de paixão
todo pecado
de não senti-lo.

Amanhece a paixão
recriada e maldita
perfume colorido
cheiro soterrado.

Criação indolor, angustiada
sem rumo, fora de prumo
arrebata, desnuda
conforta e satisfaz.

No âmago das palavras
encontro alento
um despertar sôfrego
um amar desalmado.

Sensação de frecor
mansidão anoitecendo
reluz minh'alma
sedutor perfume.

Crepuscular sedução
carrega solitária
dor da alcova emaranhada
flamejada de lágrimas.

Maldita
perfumada
solitária
descomunhão.

Visite o site da Autora:
Ligia Tomarchio



Romantic Home/ Web designer Ana Amélia Donádio
Página editada em 29/09/2003.
®DireitosAutoraisReservados©