Confidente
Walter P. Pimentel

  


Confidente
Walter Pereira Pimentel



Deixa-me ser pra ti
O que não sou
Pra ninguém:
Cúmplice
Confidente
Amante...
Alguém
Que mesmo distante
Sabe ser portador
De sonhos
E de esperança
Capaz de penetrar
Nesse teu olhar peregrino
E nele se fixar
Para mudar
A tua vida, o teu destino
Em ti, renascer e viver...
Deixa-me ser o teu amor!



"Respeite os Direitos Autorais"

 

 

 

Romantic Home/ Web designer Ana Amélia Donádio
Página editada em 16/05/2005
®DireitosAutoraisReservados©