FÊMEA SATURADA
Silvia Schmidt 


Ah, que saudade sente este meu peito 
Da tua cabeça repousando em mim,
Após o amor marchado no meu leito, 
Quando em prazeres eu me dava assim ... 

Assim ... de forma fêmea saturada, 
Corpo cansado posto em teu abraço, 
Vendo romper com força a madrugada, 
Lançando estrelas sobre o meu cansaço. 



Ah, que saudade sente este meu quarto 
Daquele cheiro que ficava aqui ... 
Lembranças doces de que não me farto.

Olho pro lado, não estás ali ... 
Até parece doloroso parto 
O afastamento do meu corpo em ti. 



Silvia Schmidt 
*Humancat*® 

 

Romantic Home / Web Design Ana Amélia Donádio
Página editada em 20/07/2002.
®DireitosAutoraisReservados©