FIOS DE ESPERANÇA
Walter Pereira Pimentel


Hoje, ao despertar
Senti saudade de ti
Ah! A noite que passou, o frenesi...
O teu cheiro, o teu corpo, o teu olhar...

No meu peito, grudados como lembranças
Alguns fios do teu cabelo
Que pensei removê-los
Mas desisti, porque são fios de esperança!



Sinto tua presença no quarto, no corredor...
Por todos os cantos o aroma do teu amor
Um antídoto para a minha solidão bandida

Volta! A ti confiarei para sempre a minha vida
Todo o meu amor, todo o meu carinho...
Depois de te amar não saberei viver sozinho!



 

 

Romantic Home/ Web designer Ana Amélia Donádio
Página editada em 09/04/2003.
®DireitosAutoraisReservados©