Incerteza
Ana Amélia Donádio


Incerteza
Ana Amélia Donádio


Um mar de dúvidas jorra
no meu peito aflito.
Sem saber a que vieste.
e o que realmente foste.
Fugiste do teu próprio conflito.

Renegaste os teus sentimentos,
esqueceste do meu bem querer.
Viverás agora teu maior tormento
por ignorar o meu sofrer.



Quebraste o sagrado laço da confiança
Partiste para uma vida de indecisão
Teu egoísmo foi maior que a tolerância
e amargarás o sabor da solidão.

Conviverás com tua inconseqüência
pois tomaste um caminho sem volta.
Se algum dia te doer a consciência
não mais terás aberta a minha porta.



Morreste, certamente, sem lamento,
sem pranto, sem velas e sem tristeza.
Enterrei-te na tumba do esquecimento
e exorcizei o fantasma da incerteza.


25/02/2005
20:30hs

Proibida a cópia sem autorização

 

 

Romantic Home/ Web designer Ana Amélia Donádio
Página editada em 15/03/2005.
®DireitosAutoraisReservados©

Gráfico Leonas Criations