Loucura
Michel H.Baruki


Só eu sei o quanto estou faminto,
procuro teus olhos e busco teu cheiro.
Para me distrair iludo o meu desejo
me abrasando em delírios de amor.

Quisera molhar teus lábios de prazer
para alastrar esse fogo que há em mim
e consumir-me junto contigo, loucos,
como vendavais alucinados de verão.

Ah! se soubesses o quanto és minha,
se soubesse o quanto estou em ti,
te deixarias em mim para ser eu mesmo,
e me deixarias em ti para que eu seja tu.

Há tantos corações iguais aos nossos,
mas se já não existimos separados
não pode ser amor somente, é loucura,
e tudo que palpita em mim me faz rasgar-me,
faz-me unir-me a ti simplesmente assim,
eu nu e tu nua.

Respeite os Direitos Autorais
Mantenha sempre a Autoria.

 

 

 

 Copie o código para colar no scrap do Orkut
 

Web designer Ana Amélia Donádio
Página editada em 25/11/2006
®DireitosAutoraisReservados©

 Gráfico By Ana Amélia Donadio