Não espere tanto
Cleide Canton


Não espere tanto
para devolver ao seu rosto
aquele sorriso franco
e aquele olhar maroto,
pleno de encanto.

Não espere tanto
para aplaudir
cada conquista,
por pequena que seja,
mesmo que o único que a veja
seja você mesmo.

Não espere tanto
para dizer "errei'
e começar tudo novamente,
mesmo que você ache
que irá perder a sua vida toda
nesse recomeço.

Não espere tanto
para dizer o "não"
que vai torná-lo menos querido,
porém mais honesto
consigo mesmo
e com suas crenças.

Não espere tanto
para dirigir um "alô"
aquela pessoa
que cruza o seu caminho
todos os dias
mas nunca lhe foi apresentado.

Não espere tanto
para dizer "obrigado"
a cada um que lhe dispense ajuda,
em qualquer lugar
e a qualquer hora.

Não espere que o dia termine
e a noite reine
para dizer
"amo você",
pois pode acontecer
que tudo acabe
ao entardecer.

Não espere tanto
para dizer
eu lhe perdôo,
mesmo que o perdão 
não seja pedido,
pois a mágoa fez morada
no seu coração
e não no de quem o magoou.
Apenas você
pode libertar-se desse peso.

E...
Não espere demais
para me dar um abraço gostoso.
Pode ser
que eu precise
apenas disso
para sorrir...

Visite o site da Autora:
Página Poética de Cleide Canton

Respeite os Direitos Autorais
Mantenha sempre a Autoria.

 

 

 

 Copie o código para colar no scrap do Orkut
 

Web designer Ana Amélia Donádio
Página editada em 16/04/2007
®DireitosAutoraisReservados©

Gráfico By Ana Amélia Donadio
Imagem: Tubes Marcio C