O trem da vida
Sylvia Cohin

Passa ano, passa dia, passa hora...
Num dia a gente chega e no outro vai embora.
E nesse vai-e-vem, 
deixamos um pouco de nós,
 levamos no peito alguém...
Estradas que ninguém vê, 
guardadas no coração de quem não quer se perder.
Passa tempo, passa estrada,
passa ano, passa dia, passa hora....
E a dor que fica guardada, é bicho que nos devora...
Num dia a gente chega,
no outro... 
a gente vai embora ...
TUDO PASSA!
A gente está sempre partindo, 
buscando o que já tem na mão... 
Mas também sempre chegando, 
onde pensa que é o lugar... 
E nessa andança inquieta, 
esquecemos de
parar... 
Abrir o peito, 
Olhar,
e finalmente,
encontrar...!

Conheça outras obras da Autora
Chave da Poesia

Respeite os Direitos Autorais
Mantenha sempre a Autoria.

 

 

 

 Copie o código para colar no scrap do Orkut
 

Web designer Ana Amélia Donádio
Página editada em 20/02/2008
®DireitosAutoraisReservados©

Gráfico By Ana Amélia Donadio
Imagem: Tubes Marcio C

Música de fundo: Encontros e despedidas - Maria Rita