Qualquer Hora Dessas
Silvana Duboc


Qualquer hora dessas
largo tudo pra trás
e quer saber mais?
Vou ao seu encontro!
Perco o meu orgulho e pronto!
Peço perdão se for preciso
juro de joelhos o que nunca jurei
e repito tudo que um dia lhe falei.

Qualquer hora dessas
empacoto o meu juízo
junto do meu sofrimento
e jogo ao vento.
Me dá só um tempo.
Cansei de sempre na razão viajar
agora quero na emoção embarcar.

Qualquer hora dessas
eu pulo a cerca eletrificada da minha vida
derrubo o meu muro de Berlim
atravesso o meu triângulo das Bermudas
e vou aí e lhe conto os riscos
 que por tudo isso eu corri
e confesso que nunca lhe esqueci.

Qualquer hora dessas
eu faço tudo desse jeito
eu tenho esse direito!
Qualquer hora dessas
eu vou lhe encontrar
espere só a minha coragem chegar
pois sem ela não posso viajar.
...mas qualquer hora dessas
se eu perceber que ela não quer me deixar ir
me espere porque eu vou fugir.

 

Romantic Home/ Web designer Ana Amélia Donádio
Página editada em 29/09/2003.
®DireitosAutoraisReservados©