Queria,como queria!
Cleide Canton



Queria, como queria!
Cleide Canton Garcia


Eu queria , meu amor,
quanto eu queria
estar agora contigo
dizendo-te deste amor amigo
que me enternece a alma,
que me acalma,
que me leva a voar
sobre as ondas do mar
que se quebram no teu olhar.

Eu queria, meu amor,
quanto eu queria
estar inteira na melodia
que reges com maestria.
Queria agora um abraço apertado
com meu peito no teu colado
e que secasses as lágrimas saudosas
que correm teimosas
dos olhos meus
comovidas pelos versos teus.

Eu queria, meu amor,
quanto eu queria,
que estivesses aqui bem perto
para eu correr pr'a ti de peito aberto
e te mostrar que não te esqueço
e que isto apenas é o começo.

Eu queria, meu amor,
quanto eu queria,
trocar as rimas deste meu versejar
pelos beijos que te quero dar
sem medo de acordar.
Dá-me o teu pensar!

Eu queria, meu amor,
quanto eu queria
te amar agora
sem mais demora.

Eu queria, meu amor,
quanto eu queria...
Quanto!
Escuta o vento!
Duvidas deste sentimento?



Visite o site da Autora
Página Poética de Cleide Canton

-Respeite os Direitos Autorias-

 

 

 

Romantic Home/ Web designer Ana Amélia Donádio
Página editada em 25/06/2005.
®DireitosAutoraisReservados©