SEM TEU AMOR
Ana Amélia Donádio


Sempre quando menos espero 
invades o meu pensamento
e por mais que eu me encontre fechada em mim
sinto-me vulnerável a este tormento.



Ainda ontem, 
eu estava no aconchego dos teus braços.
Hoje apenas 
a saudade dos teus abraços.



Em sonho ainda busco 
teus olhos, tuas mãos e teu amor
Busco também o teu cheiro,
tua voz, teu beijo e teu calor.



Qualquer caminho que eu siga
tua imagem insiste em me acompanhar.
E quantas vezes baixinho
o teu nome me ponho a sussurar!
Olho para o céu esperançosa
e busco na brisa um murmurar.



Que houve com o ontem de nossas esperanças
e com os sonhos que não ousamos acalentar?
Que houve com aquele amor bonito
que fico teimando em relembrar?



Dei-te minha alma e meu corpo. 
Acho que foi pouco.
Velejei na fantasia,
naufraguei na realidade,
amarguei a saudade!
Hoje sei! 
Tudo agora nos separa.
Sem você 
a vida simplesmente pára!



Proibida a cópia sem autorização




Clique na imagem abaixo para enviar esta mensagem

 

 

Romantic Home/ Web designer Ana Amélia Donádio
Página editada em 16/01/2004.
®DireitosAutoraisReservados©